FORAVE ESTÁ ABERTA AO PLANO DIGITAL

FORAVE tem sido uma escola tecnologicamente desenvolvida, alinhada com a evolução da smart industry e as necessidades de formação das empresas e um dos nossos principais objectivos é a formação do staff, para melhorar as suas competências no que diz respeito à tecnologia. 

Especializada nas áreas de Gestão Industrial; Automação, Mecatrónica, Robótica, Electromecânica e Transformação de Materiais, a FORAVE dispõe de laboratórios técnicos e equipamentos que exigem pessoal qualificado quer para os operar, quer para ensinar os alunos e preparar perfis técnicos.

A pandemia COVID19 acelerou o processo com o encerramento da escola, o que forçou a interrupção de todas as atividades escolares e o rápido estabelecimento das actividades de formação online.

Não foi uma tarefa fácil encontrar uma plataforma amigável que pudesse apoiar quase trezentos alunos e que pudesse assegurar, não só o processo de ensino-aprendizagem, mas também a manutenção da relação entre professores e alunos e Diretores de Turma e Encarregados de Educação. Com esta enorme mudança, era importante apoiar os alunos e minimizar os medos e ansiedades, resultando numa nova situação, que estava a afetar a nossa vida profissional, pessoal e social.

O Plano de Contingência COVID da FORAVE foi estabelecido em três fases distintas: implementação de normas de protecção pessoal e social na escola e desenvolvimento de uma campanha de sensibilização para o perigo do vírus; instalação do sistema de aprendizagem online; e formação em ferramentas digitais para ajudar os professores e o pessoal não docente a realizar as suas tarefas a partir de casa.

A equipa teve de realizar um novo plano, considerando a redefinição dos objectivos anuais e a situação temporária e transitória, redefinindo os horários escolares e considerando as situações prioritárias relacionadas com os finalistas e os estágios.

Os alunos reagiram de forma positiva e maciça ao sistema de elearning. A escola forneceu computadores portáteis e ligação à Internet a um pequeno número de alunos com dificuldades técnicas.

O que aprendemos com a primeira experiência permitiu-nos ser mais cautelosos com o planeamento do presente ano letivo, considerando os cenários possíveis que poderiam surgir com uma nova pandemia: ensino presencial, ensino à distância ou uma situação híbrida. Considerando a possibilidade de um novo encerramento, a prioridade no plano anual foi dada às disciplinas práticas/técnicas escolares e o período de formação em contexto de trabalho foi antecipado para que os estudantes pudessem desenvolver os seus estágios nas empresas. 

Outros processos, tais como orientação profissional, visitas de estudo, palestras e workshops foram preparados para acontecer online, com a cooperação de empresas e parceiros. Uma das maiores melhorias para os alunos foi a possibilidade de aceder de casa aos laboratórios escolares e testar remotamente a programação que estavam a desenvolver para os seus projectos técnicos finais.

 

No que diz respeito as projetos ERASMUS+, o impacto da pandemia foi enorme, com o cancelamento de todas as mobilidades. Contudo, as atividades e reuniões foram levadas a cabo online.

Para assegurar a igualdade de oportunidades para todos os alunos, a FORAVE emprestou cerca de 50 computadores, 10 tablets e ligação à Internet aos alunos, com o apoio da Câmara Municipal.

Tanto os alunos como os professores foram capazes de fazer a mudança para a formação e tarefas online, e têm vindo a melhorar as suas competências em ferramentas digitais, tais como Kahoot; Google Classroom; Plickers; Mentimeter; Padlet; Miro; Solidworks; AutoCAD; Microsoft Whiteboard; EPLAN Electric e Logogenie.

A FORAVE está a fazer um grande esforço para acompanhar as exigências do Plano Digital. Estamos conscientes de que com a pós-pandemia surge uma nova ERA para a humanidade e a ESCOLA. 

Fazer parte do projeto "We R Open - an educational approach for digital upskilling of Teaching, Managerial and Administrative staff of VET Schools” é uma grande oportunidade de requalificar o pessoal da nossa escola, a fim de enfrentar os desafios de uma nova escola digital e as exigências das novas gerações de jovens alunos, que estão muito interessados na Internet e nas ferramentas digitais.

Manuela Guimarães
Diretora Executiva da FORAVE 

Comentário:

O seu endereço de email não será publicado.

pt_PT